Gestão da aprendizagem: um enfoque acadêmico e comunitário

  • Murillo Araújo Martins Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)
  • Heitor Romero Marques Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).
Palavras-chave: gestão da aprendizagem, desenvolvimento local, enfoque acadêmico.

Resumo

Este  artigo objetiva observar as condições de chegada do Acadêmico do Curso de Direito da UCDB e a maneira que é gerada a aprendizagem na comunidade universitária. A pesquisa foi de campo, com tendência empírica. A pesquisa foi quantitativa, além da revisão bibliográfica e indutiva. O estudo pode ser dito comparativo por correlacionar as representações de acadêmicos de distintos semestres, bem como de docentes. A fundamentação teórica deu-se Skinner, Piaget, Vygotsky, Ana Mercês Bahia Bock; Odair Furtado,  Maria de Lourdes Trassi Teixeira, Le Bourlegat e Ávila. Denota-se que há necessidade de ajustes para que as interações sociais ocorridas na ambiência universitária possam ser enriquecidas com relações primárias. É importante estudar a Gestão da Aprendizagem no Desenvolvimento Local com enfoque acadêmico e comunitário, porque as divergências de percepção entre docentes e acadêmicos são indicativos da predominância de relações secundárias entre eles.

Biografia do Autor

Murillo Araújo Martins, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)
Bacharel em Direito, Mestrando em Desenvolvimento Local pela instituição da UCDB
Heitor Romero Marques, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).
Licenciado em Ciências e Pedagogia, Especialista em Filosofia e História da Educação, Mestre em Educação formação de professores e Doutor em Desarrollo Local y Planteamiento Territorial.

Referências

ÁVILA, Vicente Fideles. Pressuposto para formação educacional em desenvolvimento local. Interações - Revista Internacional de Desenvolvimento Local, Campo Grande, MS, v. 1, n. 1, p. 63-76, set. 2000.

BATLER, PHIL. O que é comunidade? Uma perspectiva sociológica. Tradução de Sofia Ferreira Fernandes, 2008. Disponível em: <https://cid- 7492046bce02d500.office.live.com/view.aspx/Material%20sobre%20comunidade/COMUNIDADE-PHIL%20BARTLE.doc>. Acesso em: 11 maio 2016.

BOCK, Ana Mercês Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria Lourdes Trassi de. Psicologias uma introdução ao estudo de Psicologia.13. ed. São Paulo: Saraiva, 1999.

LE BOURLEGAT, Cleonice Alexandre. Ordem local como força interna de desenvolvimento. Interações – Revista Internacional de Desenvolvimento Local, Campo Grande, MS, v. 1, n 1, p. 13-20, set. 2000.

DUARTE, Newton. Vigotski e o “ aprender a aprender” crítica às apropriações neoliberais e pós-modernas da teoria vigotskiana. Campinas, SP: Autores Associados, 2000.

MARQUES, Heitor Romero et al. Metodologia da pesquisa e do trabalho científico. 4. ed. Campo Grande, MS: UCDB, 2014.

PIAGET, Jean; GARCIA, Rolando. Psicogênese e história das ciências. Petrópolis: Vozes, 2011.

VYGOTSKY, Lev Semenovich. Pensamento e linguagem. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

______. A formação social da mente. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes,1994.

Publicado
2016-11-17