A pedagogia militar e a formação em direitos humanos nas missões de paz: uma interdisciplinaridade necessária

  • Paulo Sérgio Xavier Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Jefferson Gomes Nogueira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Lucrécia Stringhetta Mello Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: educação militar, direitos humanos, interdisciplinaridade.

Resumo

As pesquisas realizadas nos programas de Pós-Graduação no Brasil, cujo foco é a Instituição Escolar, em sua quase totalidade, privilegiam as instituições civis de ensino, em detrimento da Educação Militar. A categoria militar sempre esteve presente e intervindo nos momentos de graves crises políticas e institucionais. O relatório final da Comissão Nacional da Verdade (2014) recomenda uma reformulação dos concursos de ingresso e dos processos de avaliação contínua nas Forças Armadas e na área de segurança pública, de modo a valorizar o conhecimento sobre os preceitos inerentes à democracia e aos direitos humanos. A interdisciplinaridade possibilitou-nos adotar a polissemia conceitual ao invés de generalizações, destacando da análise bibliográfica resultados válidos e representativos desse fenômeno. Weber (1982), Gusdorf (1961), Althusser (1985), Bobbio (1992) nos fornecem respaldo teórico para concluir que a categoria militar carece de uma preparação interdisciplinar que conjugue a Formação Militar e a Educação em Direitos Humanos.

Biografia do Autor

Paulo Sérgio Xavier, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Mestrando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Graduado em Direito pela Faculdade Novo Milênio de Vila Velha – ES.

Jefferson Gomes Nogueira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; Mestre em História pela Universidade Federal do Espírito Santo. Professor Substituto da Universidade Federal de Juiz de Fora. (UFJF)

Lucrécia Stringhetta Mello, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Referências

ALTHUSSER, Louis. Aparelhos ideológicos de estado: nota sobre os aparelhos ideológicos de estado. 3. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

BOBBIO, Norberto. A era dos direitos. Rio de Janeiro: Campus, 1992.

BRASIL. Comissão Nacional da Verdade. Relatório. Brasília: CNV, 2014. Disponível em: <http://www.cnv.gov.br/images/pdf/relatorio/volume_1_pagina_959_a_976.pdf>. Acesso em: 1º mar. 2017.

______. Ministério da Defesa da República Federativa do Brasil. Portaria n. 1.069, de 5 de maio de 2011. Aprova o Manual de Emprego do Direito Internacional dos Conflitos Armados (DICA) nas Forças Armadas - MD34-M-03. Brasília, DF, 2011a.

BRASIL. Lei n. 12.528, de 18 de novembro de 2011. Cria a Comissão Nacional da Verdade no âmbito da Casa Civil da Presidência da República. Brasília, DF, 2011b. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12528.htm>. Acesso em: 9 nov. 2017.

______. Portaria n. 156, de 23 de abril de 2002. Aprova o Vade-Mécum de Cerimonial Militar do Exército - Valores, Deveres e Ética Militares (VM 10). Brasília, DF. Disponível em: <http://www.sgex.eb.mil.br/index.php/cerimonial/vade-mecum/106-valores-deveres-e-etica-militares>. Acesso em: 9 nov. 2017.

______. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio. Brasília: MEC, 2000.

______. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 1º mar. 2017.

______. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Congresso Nacional, 1988.

CASTRO, Castro. O espírito militar. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2004.

COMPARATO, Fábio Konder. A afirmação histórica dos Direitos Humanos. 7. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

FAZENDA, Ivani. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. 18. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012.

FAZENDA, Ivani (Org.). Dicionário em construção: interdisciplinaridade. São Paulo: Cortez, 2002.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. 4. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1984.

GIRARDET, Raoul. A sociedade militar: de 1815 até nossos dias. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 2+000.

GUTIERREZ, José Paulo; URQUIZA, Antônio H. Aguilera (Org.). Direitos humanos e cidadania: desenvolvimento pela educação em direitos humanos. Campo Grande, MS: UFMS, 2013.

JAPIASSÚ, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LUDWIG, Antônio Carlos Wil. A Democracia e ensino militar. São Paulo: Cortez, 1998.

LUCHETTI, Maria Salustre Rossi. O ensino no Exército brasileiro: história, quadro atual e reforma. Piracicaba, SP: UNIMEP, 2006.

NOGUEIRA, Jefferson Gomes. Educação militar: uma leitura da educação no Sistema dos Colégios Militares do Brasil (SCMB). 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS, 2014.

RODRIGUES, Fernando da Silva. Uma carreira: as formas de acesso à escola de formação de oficiais do Exército brasileiro no período de 1905 a 1946. 2008. Tese (Doutorado em História) – Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Rio de Janeiro, 2008.

WEBER, Max. Ensaios de sociologia. Rio de Janeiro. Editora Guanabara, 1982.

Publicado
2017-12-05
Como Citar
Xavier, P. S., Nogueira, J. G., & Mello, L. S. (2017). A pedagogia militar e a formação em direitos humanos nas missões de paz: uma interdisciplinaridade necessária. Multitemas, 22(52), 93-124. https://doi.org/10.20435/multi.v22i52.1520