A divulgação científica do texto acadêmico - visibilidade e acessibilidade: mapeamento de artigos científicos voltados ao Direito de Família

  • Abner da Silva Jaques Universidade Católica Dom Bosco
  • Arlinda Cantero Dorsa Universidade Católica Dom Bosco
  • Lauane Braz Andrekowisk Volpe Camargo Universidade Católica Dom Bosco
Palavras-chave: artigos científicos, divulgação e acessibilidade científica, Direito de Família, mapeamento.

Resumo

Neste artigo, propor-se-á uma breve análise dos resultados de pesquisa desenvolvida na iniciação científica (PIBIC) sobre o mapeamento das publicações de artigos científicos voltados ao âmbito do Direito de Família. Para a consecução deste trabalho, será feita pesquisa exploratória e bibliográfica sobre perspectiva qualitativa e quantitativa a partir do Portal da CAPES/MEC, em periódicos publicados no período de 2012-2015, levando em consideração: título, revista de publicação, local de publicação, Qualis da revista e ano de publicação. Este trabalho objetiva a visibilidade e divulgação científica, facilitando o acesso, pesquisa e aprofundamento em Direito de Família. O resultado da pesquisa encontrou em análise quanti-qualitativa setenta publicações em caráter nacional, indicando a região onde predominam, de modo que possibilitou concluir que o tema predominante em estudo, durante o período de análise, direciona-se àqueles relacionados à homoafetividade. 

Biografia do Autor

Abner da Silva Jaques, Universidade Católica Dom Bosco
Graduando do 8º semestre do curso de Direito na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Campo Grande, MS. Assessor na Procuradoria Geral do Estado - PGE PAT/MS.
Arlinda Cantero Dorsa, Universidade Católica Dom Bosco
Doutora em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Mestre em Comunicação e Letras pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Coordenadora e Docente do Programa de Pós-Graduação – Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Local. Editora da Revista Interações. Pesquisadora e Docente do curso de Direito da UCDB.
Lauane Braz Andrekowisk Volpe Camargo, Universidade Católica Dom Bosco
Doutora em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Mestre em Direito Civil pela PUC-SP. Graduada em Direito pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Professora de Direito Civil da graduação e pós-graduação da UCDB. Advogada titular do escritório Volpe Camargo Advogados Associados.

Referências

ALMEIDA, E. C. E.; GUIMARÃES, J. A. A pós-graduação e a evolução da produção científica brasileira. São Paulo: Editora SENAC, 2013.

ALVES, Leonardo Barreto Moreira. O reconhecimento legal do conceito moderno de família: o art. 5º, II e parágrafo único, da Lei n. 11.340/2006 (Lei Maria da Penha). Revista Jus Navigandi, Teresina, ano 11, n. 1225, 8 nov. 2006. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/9138>. Acesso em: 4 abr. 2018.

BARROS, Sérgio Resende. Direitos Humanos e Direitos de Família. Rio Grande do Sul, 29 ago. 2003. Disponível em: <http://www.srbarros.com.br/pt/direitos-humanos-e-direito-de-familia.cont>. Acesso em: 13 mar. 2015.

CANDOTTI, Ennio. Ciência na educação popular. In: MASSARANI, Luisa; MOREIRA, Ildeu de Castro; BRITO, Fátima (Org.). Ciência e público – caminhos da divulgação científica no Brasil. Rio de Janeiro: Casa da Ciência/UFRJ, 2002. (Série Terra Incógnita).

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

COELHO, Fábio Ulhoa. Curso de direito civil. São Paulo: Saraiva, 2006. v. 5.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). QUALIS: Documento de Área 2013: Direito. Brasília: CAPES, 2013. P. 22-26. Disponível em: <http://qualis.capes.gov.br/webqualis/publico/documentosDeArea.seam;jsessionid=A72E3635D38FA109C58EA80CFD71716B.qualismodcluster-node-101?conversationPropagation=begin>. Acesso em: 12 fev. 2016.

DIAS, Maria Berenice. A discriminação sob a ótica do direito. Revista Brasileira de Direito de Família, Porto Alegre, RS, v. 4, n. 13, p. 9, 2002.

DINIZ, Maria Helena. Curso de direito civil brasileiro: direito de família. 24. ed. São Paulo: Saraiva, 2009. v. 5.

GONÇALVES, Carlos Roberto. Direito Civil Brasileiro. 9. ed. São Paulo: Saraiva, 2015. (Direito de família e direito das sucessões, v. 6).

GRIMM, Patrícia Nathália. A guarda compartilhada no direito brasileiro: uma nova possibilidade familiar. 2009. Monografia (Bacharelado em Direito) – Centro Universitário Univates, Lajeado, RS, 2009. Disponível em: <https://www.univates.br/bdu/bitstream/10737/447/1/PatriciaGrimm.pdf>. Acesso em: 10 set. 2017.

LÔBO, Paulo. Famílias. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

OLIVEIRA, Maria de Fátima Alcântara de. Direito como Ciência. Revista Jus Navigandi, Teresina, PI, ano 3, n. 26, set. 1998. Disponível em: <http://jus.com.br/artigos/4>. Acesso em: 24 abr. 2015.

REALE, Miguel. Lições preliminares do Direito. 27. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

STRACK, R.; LOGUÉRCIO, R.; DEL PINO, J. C. Percepções de professores de ensino superior sobre a literatura de divulgação científica. Ciência & Educação, Bauru, SP, v. 15, n. 2, p. 425-42, 2009. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-73132009000200012>. Acesso em: 2 jun. 2016.

TARGINO, Maria das Graças. Divulgação de resultados com expressão da função social do pesquisador. Intercom - Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 24, n. 1, p. 11-35, jan./jun. 2001.

VALÉRIO, Marcelo; BAZZO, Walter Antonio. O papel da divulgação científica em nossa sociedade de risco: em prol de uma nova ordem de relações entre ciência, tecnologia e sociedade. Revista Iberoamericana de Ciencia, Tecnología, Sociedad e Innocación, n. 7, set./dez. 2006.

ZANDONÁ, Mauricio. O reconhecimento jurídico das uniões homoafetivas à luz das categorias críticas do direito. Revista Direitos Culturais, n. 13, dez. 2012. Disponível em: <http://livros-e-revistas.vlex.com.br/vid/dico-homoafetivas -categorias-cra-ticas-439496286>.

Publicado
2018-05-08