Programa de acompanhamento de egressos e sua relação com os cursos superiores de Gestão Ambiental: análise do cenário da Região Sudeste do Brasil em 2016

Palavras-chave: programa de monitoramento de egressos, Ensino Superior, Gestão Ambiental, egressos.

Resumo

A necessidade de um profissional na área ambiental caracterizado como multidisciplinar criou demandas para a criação do Gestor Ambiental; a partir disto, o presente estudo tem como objetivo apresentar o levantamento quantitativo dos cursos superiores de Gestão Ambiental presentes na região Sudeste brasileira, suas modalidades de ensino e categorias bem como a existência ou não do acompanhamento de seus egressos. O Programa de Acompanhamento de Egressos (PAE) é recomendado pelo Ministério da Educação. A região Sudeste, em 2016, possuía diversos cursos superiores em Gestão Ambiental, entretanto, a maioria desses cursos encontrava-se nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, respectivamente. A maior parte dos cursos era de instituições privadas de ensino e possuía a modalidade de ensino à distância, os cursos de bacharelado apresentaram-se em minoria. Em relação ao PAE de todos esses cursos, nenhuma instituição apresentou um acompanhamento de egressos específico para graduados em Gestão Ambiental.

Biografia do Autor

Valéria Garcez de Oliveira, Universidade Federal Fluminense
Doutora em Economia (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Mestre em Administração Pública (Fundação Getulio Vargas). Bacharel em Administração de Empresas (Universidade Santa Úrsula) Bacharel em Arquitetura e Urbanismo (Universidade Federal Fluminense). Professora Associada da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)/ Departamento de Ciências do Meio Ambiente (DCMA). Coordenadora do Núcleo de Estudos sobre Trabalho, Políticas e Desenvolvimento (NETPD/ UFRRJ) e do Núcleo de Estudos em Gestão de Unidades de Conservação (NEGUC/ UFRRJ).
Luís Cláudio Meirelles de Medeiros, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Doutorado do Programa de Pós Graduação em Meio Ambiente da UERJ PPGMA/UERJMestre em Administração Publica pela EBAPE/FGVGraduado em Economia e Administração pela PUC/RJ Professor Assistente do Departamento de Ciências do Meio Ambiente DCMA/UFRRJ 
Julianne Alvim Milward-De-Azevedo, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Doutora em Economia - Universidade Federal do Rio de JaneiroMestre em Administração Pública - Fundação Getulio VargasBacharel em Administração de Empresas - Universidade Santa ÚrsulaBacharel em Arquitetura e Urbanismo - Universidade Federal FluminenseProfessora Adjunta da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)/ Departamento de Ciências do Meio Ambiente (DCMA)Coordenadora do Núcleo de Estudos sobre Trabalho, Políticas e Desenvolvimento (NETPD/ UFRRJ)

Referências

BARBIERI, José Carlos. Gestão ambiental empresarial: conceitos, modelos e instrumentos. 1. ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

BRASIL. Conselho Nacional de Meio Ambiente. Resolução n. 306, 5 de julho de 2002. Estabelece os requisitos mínimos e o termo de referência para realização de auditorias ambientais. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 19 jul. 2002. p. 75-6.

BRASIL. Ministério da Educação - MEC. Avaliação Externa das Instituições de Educação Superior. Diretrizes e Instrumentos. Brasília, 2006. 180p.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Normativa n. 91, 31 de julho de 2014. Institui o Sistema de Consulta de Graduados - SCG. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 4 fev. 2014. Seção 1, p. 5.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Normativa n. 92, 31 de janeiro de 2014. Aprova, em extrato, os indicadores do Instrumento de Avaliação Institucional Externa para os atos de credenciamento, recredenciamento e transformação de organização acadêmica, modalidade presencial, do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - SINAES. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 4 fev. 2014. Seção 1, p. 5.

CADASTRO E-MEC DE INSTITUIÇÕES E CURSOS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR. Disponível em: http://emec.mec.gov.br/. Acesso em: 10 mar. 2016.

LEANDRO, Luiz Alberto de Lima. A formação superior de Gestores Ambientais no Brasil: contribuição para a formulação de Diretrizes Curriculares Nacionais. 2013. 282p. Tese (Doutorado em Meio Ambiente) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, 2013.

LOUSADA, Ana Cristina Zenha; MARTINS Gilberto de Andrade. Egressos como fonte de informação à gestão dos cursos de Ciências Contábeis. Revista Contabilidade e Finanças, São Paulo, v. 16, n. 37, p. 73-84, jan./abr. 2005.

MICHELAN, Luciano Sérgio et al. Gestão de egressos em instituições de ensino superior: possibilidades e potencialidades. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO UNIVERSITÁRIA NA AMÉRICA DO SUL, 9., nov. 2009, Florianópolis, SC. p. 1-16. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/36720/Gest%C3%A3o%20de%20egressos%20em%20institui%C3%A7%C3%B5es%20de%20ensino%20superior%20Possibilidades%20e%20pontencialidades.pdf?sequence=1&isAllowed=yhttps://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/36720/Gest%C3%A3o%20de%20egressos%20em%20institui%C3%A7%C3%B5es%20de%20ensino%20superior%20Possibilidades%20e%20pontencialidades.pdf?sequence=1

MILLER JUNIOR, G. Tyler. Ciência ambiental. 11. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2014.

SÁNCHEZ, Luis Enrique. Avaliação de impacto ambiental: conceitos e métodos. 2. ed. São Paulo: Oficina de Textos, 2013.

SISTEMA DE CONSULTA DE GRADUADOS. Disponível em: http://consultadegraduados.mec.gov.br/principal/comofunciona. Acesso em: 5 mar. 2016.

UFRRJ. Projeto Pedagógico do Curso de Gestão Ambiental. Deliberação n. 40, 26 de abril de 2013.

Publicado
2019-06-06