Fatores associados aos óbitos hospitalares por tuberculose em um município no sul de Mato Grosso, 2008-2017

Palavras-chave: tuberculose, sistema de informação, mortalidade hospitalar.

Resumo

Este estudo objetivou analisar perfil e fatores associados aos óbitos por tuberculose em um município no sul de Mato Grosso, entre 2008 a 2017. Estudo ecológico e descritivo com dados secundários. As análises estatísticas descritiva e comparativa incluíram teste qui-quadrado de Pearson e exato de Fisher, para variáveis categóricas, e teste Kruskal-Wallis, para variáveis contínuas. Considerado intervalo de confiança de 95% e aplicada razão de chances. Foi utilizado software estatístico R. Foram 774 notificações por tuberculose, sendo 32 óbitos (4,13% do total dos casos). O perfil dos óbitos seguiu o padrão sexo masculino, faixa etária adulta, raça parda, com ensino fundamental e residentes da zona urbana; predomínio da forma clínica pulmonar, exame para HIV negativo e não alcoolistas. A razão de chances significativa foi para faixa etária em relação aos óbitos. Concluído, este estudo mostrou que o perfil dos óbitos é, em sua maioria, indivíduos em situação de vulnerabilidade; portanto poderá contribuir para que a gestão municipal realize um planejamento estratégico das ações de prevenção, diagnóstico precoce e controle dos casos de tuberculose, evitando, assim, possíveis casos de óbitos.

Biografia do Autor

Débora Aparecida da Silva Santos, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis (CUR)

Enfermeira, Doutora em Recursos Naturais pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Professora, Adjunto II, Curso de Enfermagem, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis (CUR), Área de Saúde Coletiva. Pesquisadora nas áreas de saúde coletiva, estudos epidemiológicos e saúde ambiental.

Ana Lúcia Alves Marques, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis (CUR)
Graduanda, Bolsista de Iniciação Científica pelo CNPQ, Curso de Enfermagem, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis (CUR). 
Letícia Silveira Goulart, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis (CUR)
Farmacêutica, Doutora, Professora, Associada I, Curso de Enfermagem, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Campus Universitário de Rondonópolis (CUR). 
Ricardo Alves de Olinda, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB).
Estatístico. Doutor em Estatística, Professor Adjunto, Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). 

Referências

ALAVANI-NAINI, R.; MOGHTADERI, A.; METANAT, M.; MOHAMMADI, M. ZABETIAN, M. Factors associated with mortality in tuberculosis patients. Journal of Research in Medical Sciences, v. 18, n. 1, p. 52-5, jan. 2013.

ARAUJO, S. R. L.; PEREIRA, I. S. S. D.; BRITO, N. O. S.; FONSECA, P. C. B. Perfil epidemiológico da tuberculose pulmonar na cidade do Natal- RN. Journal of Infection Control, Santa Cruz do Sul, RS, v. 4, n. 1, p. 16-9, jan./mar. 2015.

AUGUSTO, C. J.; CARVALHO, W. S.; GONÇALVES, A. D.; CECCATO, M. G. B.; MIRANDA, S. S. Características da tuberculose no estado de Minas Gerais entre 2002 e 2009. Jornal Brasileiro de Pneumologia, São Paulo, v. 39, n. 3, p. 357-64, maio/jun. 2013.

BARROS, P. G.; PINTO, M. L.; SILVA, T. C.; SILVA, E. L.; FIGUEIREDO, T. M. R. M. Perfil Epidemiológico dos casos de Tuberculose Extrapulmonar em um município do estado da Paraíba, 2001-2010. Caderno de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 4, p. 343-50, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Brasil livre da tuberculose: plano nacional pelo fim da tuberculose como problema de saúde pública. Brasília, 2017a.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Indicadores prioritários para o monitoramento do Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública no Brasil. Boletim Epidemiológico, Brasília, v. 48, n. 8, p. 1-11, 2017b.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Perspectivas brasileiras para o fim da tuberculose como problema de saúde pública. Boletim Epidemiológico, Brasília, v. 47, n. 13, p. 1-15, 2016.

CECCON, R. F.; MAFFACCIOLLI, R.; BURILLE, A.; MENEGHEL, S. N.; OLIVEIRA, D. L. L. C.; GERHARDT, T. E. Mortalidade por tuberculose nas capitais brasileiras, 2008-2010. Epidemiologia e Serviços de Saúde, Brasília, v. 26, n. 2, p. 349-58, abr./jun. 2017.

CECÍLIO, H. P. M.; MOLENA-FERNANDES, C. A.; MATHIAS, T. A. F.; MARCON, S. S. Perfil das internações e óbitos hospitalares por tuberculose. Acta Paulista de Enfermagem, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 250-5, 2013.

COUTO, D. S.; CARVALHO, R. N.; AZEVEDO, E. B. MORAES, M. N. PINHEIRO, P. G. O. D.; FAUSTINO, E. B. Fatores determinantes para o abandono do tratamento da tuberculose: representações dos usuários de um hospital público. Saúde em Debate, Rio de Janeiro, v. 38, n. 102, p. 572-81, jul./set. 2014.

HINO, P.; CUNHA, T. N.; VILLA, T. C. S.; SANTOS, C. B. Perfil dos casos novos de tuberculose notificados em Ribeirão Preto (SP) no período de 2000 a 2006. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 16, sup. 1, p. 1295-301, 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mt/panorama.

LARROQUE, M. M.; PONTES, E. R. J. C.; MARQUES, A. P. C.; FERNANDES, S. M. Mortalidade Por Tuberculose: municípios prioritários de Mato Grosso Do Sul, 1999-2008. Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR, Umuarama, PR, v. 17, n. 3, p. 163-9, set./dez. 2013.

MARUZA, M.; ALBUQUERQUE, M. F. P. M.; COIMBRA, I.; MOURA, L. V.; MONTARROYOS, U. R.; MIRANDA FILHO, D, B.; LACERDA, H. R.; RODRIGUES, L. C.; XIMENES, R. A. A. Risk factors for default from tuberculosis treatment in HIV-infected individuals in the state of Pernambuco, Brazil: a prospective cohort study. BMC Infectious Diseases, v. 11, n. 351, p. 1-8, 2011.

MEDEIROS, D.; SUCUPIRA, E. D.; GUEDES, R. M.; COSTA, A. J. Análise da qualidade das informações sobre tuberculose no município de Belford Roxo, Rio de Janeiro, 2006 a 2008. Cadernos de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 146-52, 2012.

OLIVEIRA, G. P.; PINHEIRO, R. S.; COELI, C. M.; BARREIRA, D.; CODENOTTI, S. B. Uso do sistema de informação sobre mortalidade para identifi­car subnoti­ficação de casos de tuberculose no Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, Rio de Janeiro, v. 15, n. 3, p. 468-77, 2012.

OLIVEIRA, G. P.; TORRENS, A. W.; BARTHOLOMAY, P.; BARREIRA, D. Tuberculosis in Brazil: last ten years analysis – 2001-2010. Brazilian Journal of Infectious Diseases, Salvador, BA, v. 17, n. 2, p. 218-33, mar./abr. 2013.

PEREIRA, J. C.; SILVA, M. R.; COSTA, R. R.; GUIMARÃES, M. D. C.; LEITE, I. C. G. Perfil e seguimento dos pacientes com tuberculose em município prioritário no Brasil. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 49, n. 6, p. 1-12, 2015.

R CORE TEAM. A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing. Vienna, Austria, 2019. Disponível em: http://www.R-project.org/

RAIMUNDO, A. G.; GUIMARÃES, A. M. N.; SILVA, S. C. P. S. Tuberculose: o perfil no novo milênio. Revista de Enfermagem UFPE online, Recife, v. 10, sup. 3, p. 1387-96, abr. 2016.

SANTOS, E. R. F.; LEITE NETO, G. P. L.; CUNHA, R. A.; BEZERRA, M. P. C.; VALENTE, R. F. B. Perfil de pacientes HIV-AIDS que evoluíram ao óbito em um hospital de referência em Belém-PA. Revista Paraense de Medicina, Belém, PA, v. 29, n. 3, p. 53-60, jul./set. 2015b.

SANTOS, K. S.; TAVARES, C. M.; ARCÊNCIO, R. A.; NANQUE, A. R.; SANTOS, T. S.; ALMEIDA, V. Perfil de morbimortalidade dos casos de tuberculose. Revista de Enfermagem UFPE on line, Recife, v. 9, n. 5, p. 7789-96, 2015a.

SANTOS, N. S. G. M.; SANTOS, M. L. S. G.; VENDRAMINI, S. H. F. VILLA, T. C. S.; RUFFINO-NETO, A.; CHIARAVALLOTI NETO, F. C.; LOURENÇÃO, L. G.; WERNECK, A. L. Tuberculose e análise espacial: revisão da literatura. Ciencia y Enfermería, Concepción, Chile, v. 20, n. 2, p. 117-29, 2014.

SANTOS-NETO, M.; YAMAMURA, M.; GARCIA, M. C. C.; POPOLIN, M. P.; SILVEIRA, T. R. S.; ARCÊNCIO, R. A. Spatial analysis of deaths from pulmonary tuberculosis in the city of São Luís, Brazil. Jornal Brasileiro de Pneumologia, São Paulo, v. 40, n. 5, p. 543-51, set./out. 2014.

SILVA, C. B.; LAFAIETE, R. S.; DONATO, M. O consumo de álcool durante o tratamento da tuberculose: percepção dos pacientes. SMAD. Revista Eletrônica de Saúde Mental, Álcool e Drogas, Ribeirão Preto, SP, v. 7, n. 1, p. 10-7, jan./abr. 2017.

SILVA, E. G.; VIEIRA, J. D. S.; CAVALCANTE, A. S.; SANTOS, L. G. M. L.; RODRIGUES, A. P. R. A; CAVALCANTE, T. C. Perfil epidemiológico da tuberculose no estado de Alagoas de 2007 a 2012. Cadernos de Graduação, Maceió, AL, v. 3, n. 1, p. 31-46, 2015.

SILVA, T. C. G.; SILVA, C. C. M.; PAES, N. A. Fatores explicativos da mortalidade por tuberculose em adultos no Nordeste. Revista de Saúde Pública Santa Catarina, Florianópolis, v. 7, n. 1, p. 24-47, jan./abr. 2014.

SOUZA, D. C. S. Análise dos casos de tuberculose com comorbidades em municípios paranaenses no ano de 2013. 2017. 52 f. Dissertação (Mestrado em Epidemiologia e Vigilância em Saúde de Fronteira) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Foz do Iguaçu, PR, 2017.

YAMAMURA, M.; SANTOS-NETO, M.; SANTOS, R. A. N.; GARCIA, M. C. C.; NOGUEIRA, J. A.; ARCÊNCIO, R. A. Características epidemiológicas de óbito por tuberculose e territórios vulneráveis. Revista Latino Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, v. 23, n. 5, p. 910-8, set./out. 2015.

Publicado
2019-06-06