Estoque de carbono na madeira dos troncos de um povoamento de <em>Tectona grandis</em> L.f. no sudoeste de Mato Grosso, Brasil

  • José Guilherme Lima Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)
  • Ronaldo Drescher Universidade Federal de Mato Grosso
  • Allan Libanio Pelissari Universidade Federal do Paraná
Palavras-chave: sequestro de carbono, MDL, Incremento Médio Anual

Resumo

O presente estudo teve como objetivo estimar o conteúdo de carbono fixado na madeira dos troncos de um povoamento dissetâneo de teca (Tectona grandis L.f.), localizado no município de Glória D’Oeste, Mato Grosso. Para o estudo foi realizada a cubagem rigorosa de 32 árvores a fim de estruturar uma equação que descreva o volume do tronco sem casca em função da altura total e diâmetro à altura do peito. Com os dados obtidos a partir de parcelas temporárias, foi calculado o volume de madeira dos troncos por hectare, e, por meio de fatores de conversão de volume de madeira para conteúdo de carbono, foi estimada a massa de carbono fixado por hectare. O povoamento com nove anos apresentou aproximadamente 79,8 t de carbono/ha (IMA=8,9 t de C/ha), enquanto o de doze anos aproximadamente 96,2 t de carbono/ha (IMA=8,0 t de C/ha), porém, para demonstrar a viabilidade da inserção de reflorestamentos de teca na região para a modalidade de Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), prevista no Protocolo de Quioto, faz-se necessário a realização de estudos das demais frações de biomassa do povoamento, além de análises econômicas.

Referências

ALMEIDA, E. M.; CAMPELO JÚNIOR, J. H.; FINGER, Z. Determinação do estoque de carbono em teca (Tectona grandis L.f.) em diferentes idades. Ciência Florestal, Santa Maria, RS, v. 20, n. 4, p. 559-568, out./dez. 2010.

BALBINOT, R. Implantação de florestas geradoras de crédito de carbono: estudo de viabilidade no sul do estado do Paraná, Brasil. 2004. 79 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Setor de Ciências Agrárias, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

BRASIL. Ministério das Minas e Energia. Secretaria-Geral. Projeto RADAMBRASIL. Folha SE.21 Corumbá e parte da Folha SE.20; geologia, geomorfologia, pedologia, vegetação e uso potencial da terra. Rio de Janeiro, 1982. 452 p.

CALDEIRA, S. F.; OLIVEIRA, D. L. C. Desbaste seletivo em povoamentos de Tectona grandis com diferentes idades. Acta Amazonica, v. 38, n. 2, p. 223-228, 2008.

HIGUCHI, N.; CHAMBERS, J.; SANTOS, J.; RIBEIRO, R. J.; PINTO, A. C. M.; SILVA, R. M.;TRIBUZY, E. S. Dinâmica e balanço do carbono da vegetação primária da Amazônia Central. Floresta, Curitiba, PR, v. 34, n. 3, p. 295-304, set./dez. 2004.

LAMPRECHT, H. Silvicultura nos trópicos: ecossistemas florestais e respectivas espécies arbóreas – possibilidades e métodos de aproveitamento sustentado. Tradução de Guilherme de Almeida-Sedas e Gilberto Calcagnoto. Rossdorf: TZ – Verl. – Ges, 1990. 343 p.

LIMA, I. L.; FLORSHEIM, S. M. B.; LONGUI, E. L. Influência do espaçamento em algumas propriedades físicas da madeira de Tectona grandis Linn. Cerne, Lavras, v. 15, n. 2, p. 244-250, 2009.

LINDNER, M.; KARJALAINEN, T. Carbon inventory methods and carbon mitigation potentials offorests in Europe: a short review of recent progress. Europe Journal Forest Research., v. 126, p. 149-156, 2007.

MATRICARDI, W. A. T. Efeito dos fatores do solo sobre o desenvolvimento da teca (Tectona grandis L.f.) cultivada em Grande Cáceres – Mato Grosso. 1989. 135 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba.

RIBEIRO, S. C.; JACOVINE, L. A. G.; SOARES, C. P. B.; MARTINS, S. V.; SOUZA, A. L.; NARDELLI, A. M. B. Quantificação de biomassa e estimativa de estoque de carbono em uma floresta madura no município de Viçosa, Minas Gerais. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 33, n. 5, p. 917-926, 2009.

SCHUMACHER, M. V.; WISTSCHORECK, R. Inventário de carbono em povoamentos de Eucalyptus spp. nas propriedades fumageiras do sul do Brasil: um estudo de caso. In: SANQUETTA, C. R.; BALBINOT, R.; ZILLIOTTO, M. A. (Eds.). Fixação de carbono: atualidades, projetos e pesquisas. Curitiba: Edição do Autor, 2004. p. 111-124.

SEIFFERT, M. E. B. Mercado de Carbono e Protocolo de Quioto. 1. ed. São Paulo: Atlas S.A., 2009. 205 p.

SILVEIRA, P. Estimativa da biomassa e carbono acima do solo em um fragmento de floresta ombrófila densa utilizando o método da derivação do volume comercial. Floresta, Curitiba, PR, v. 40, n. 4, p. 789-800, out./dez. 2010.

SOMOGYI, Z.; CIENCIALA, E.; MÄKIPÄÄ, MUUKKONEN, P.; LEHTONEN A.; WEISS, P. Indirect methods of large forest biomass estimation. Europe Journal Forest Research, Freising, Alemanha, v. 126, p. 197-207, 2007.

ZIECH, B. G. Classificação da capacidade produtiva e índice de espaçamento relativo em dois povoamentos coetâneos de Tectona grandis Linn f. no município de Glória D’Oeste, Mato Grosso. 2011. 31 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais) – Universidade de Mato Grosso, Cuiabá.

Publicado
2015-12-15
Seção
Artigos