Estoque de biomassa e carbono de florestas ombrófila sob exploração de baixo impacto no noroeste do Mato Grosso

  • Antonio de Arruda Tsukamoto Filho
  • Reginaldo Brito da Costa
  • Rodrigo da Silva do Vale
  • Natasha Brianez Rodrigues
Palavras-chave: Floresta Amazônica recursos genéticos manejo de germoplasma

Resumo

O presente estudo objetivou avalizar os impactos da exploração florestal sob manejo de impacto rduzindo considerando o estoque de carbono, da biomassa acima do solo e a composição e diversidade florística. A área de estudo foi divida em Manejo  de Impacto Reduzido - MFIR, com e sem corte de cipós (CCC e SCC), e Área Não Explorada – NE. A biomassa acima do solo foi estimada com uso de equações alométricas  e estoque de carbono por meio de fatores de conversão. Utilizou se listagem  e índices de espécies para estudo de diversidade . O H’ para área de estudo (MFIR+NE) foi 3,57 nats/indivíduo, e o C foi 0,05 ambos indicando formações com boa diversidade. O QM, 0,07, mostrou uma baixa heterogeneidade, do componente arbóreo, e o J de 0,76, indicou uma variação de densidade entre as espécies. As áreas SCC e NE apresentaram H’ baixo comparado CCC, mostrando que essa prática silvicultura favoreceu o aumentoda diversidade. A área MFIR produziu 126,61% a mais de biomassa do que a NE, tendo fixado a maior quantidade de carbono em função do maior número de indivíduos e do tamanho das árvores.

A área CCC produziu maior quantidade de biomassa que a área SCC, mostrando que o corte de cipós induz à maior produção de biomassa. A exploração de impactos reduzido além de permitir uma maior fixação de carbono pelas árvores, também propiciou a manutenção da diversidade.

 

Referências

COLPINI, C; TRAVAGIM, D. P.; MORAES E SILVA, V. S. Avaliação das potencialidades florestais e destinação de uso. Cuiabá: UFMT/FENF/ONF-BRASIL, 2008. 141p.

FERREIRA JUNIOR, E. V.; SOARES, T. S.; COSTA, M. F. F.; SILVA, V. S. M. Composição, diversidade e similaridade florística de uma floresta tropical semidecídua submontana em Marcelândia-MT. Acta Amazônica, v. 38 (4), 2008.

HIGUCHI, N.; SANTOS, J.; RIBEIRO, R. J.; MINETTE, L.; BIOT, Y. Biomassa da parte aérea da vegetação da floresta tropical úmida de terra-firma da Amazônia brasileira. Acta Amazônica, 28, p. 153-66, 1998.

LAURANCE, W F.; LAURANCE, S. G.; DELAMONICA, P. Tropical forest fragmen­tation and greenhouse gas emissions. For. Eco. & Mgt., 110(1-3): 173-80, 1998.

MAGURRAN, A E. Ecological diversity and its measurement. New Jersey: Princeton University Press, 1988. 179 p.

NEPSTAD, D. C. et ai. Large-scale impoverishment of Amazonian forests by logging and fire. Nature, 398(6727): 505-508, 1999.

NOGUEIRA, E. M. Densidade da madeira e alometria de árvores em florestas do “Arco do Desmatamento": implicações para biomassa e emissão de carbono a partir de mudanças de uso da terra na Amazônia brasileira. 2008. 133f. Tese (Doutorado em Ciências de Florestas Tropicais; área de concentração: manejo florestal) - Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), Manaus, 2008.

PUTZ, F. E.; PINARD, M. A Reduced-impact logging as a carbon-offset method. Conservation Biology, 7(4): 755-7, 1993.

RODRIGUES, F. Q. Composição florística, estrutura e manejo de sistemas agroflorestais no Vale do Acre, Amazônia, Brasil. 2005. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais) - Universidade Federal do Acre, Rio Branco, AC, 2005.

SAPORETTI JR, A.; MEIRA NETO, J. A.; ALMADO, R. P. Fitossociologia de cerrado sensu stricto no município de Abaeté, MG. Árvore, Viçosa, MG, v. 27, n. 3, p. 413-9, 2003.

SOUZA, A. L.; SCHETTINO, S.; JESUS, R. M. de; VALE, A. B. Dinâmica da regeneração natural em uma floresta ombrófila densa secundária, após corte de cipós, reserva natural da Companhia Vale do Rio Doce S.A., Estado do Espírito Santo, Brasil. Árvore, Viçosa, MG, v. 26, n. 4, p. 411-9, 2002.

VOGEL, H. L. M. Quantificação de biomassa e nutrientes em uma floresta estacionai decidual em Itaara - RS, Brasil. 2005. 94f. Doutorado (Engenharia Florestal, área de concentração: silvicultura) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, 2005.

Publicado
2016-03-10
Como Citar
Tsukamoto Filho, A. de A., da Costa, R. B., do Vale, R. da S., & Rodrigues, N. B. (2016). Estoque de biomassa e carbono de florestas ombrófila sob exploração de baixo impacto no noroeste do Mato Grosso. Multitemas, (40). Recuperado de https://multitemas.ucdb.br/multitemas/article/view/657
Seção
Artigos