Relações sociais e a erva-mate em terra indígena Kaiowá e Guarani

  • Raul Alffonso Rodrigues Roa
  • Reginaldo Brito da Costa
  • Antonio Jacó Brand
  • Josemar de Campos Maciel
  • Wagner José Martins
Palavras-chave: erva-mate supressão da vegetação organização social

Resumo

O presente estudo objetivou entendercomo estão as relações dosKaiowá e Guarani com a erva-matee as implicações na organização social,na Terra Indígena de Caarapó,MS, em um ambien te em constantesmudanças do entorno de suas áreas,o que implica uma breve consideraçãoda percepção tipicamenteindígena da territorialidade. Abordam-se, neste contexto, aspectos daorganização social e territorialidadeindígena, com base na literatura eem relatos de informantes raros dacomunidade indígena. Os resultadosda pesquisa demonstraramque a sustentabilidade dos Kaiowáe Guarani passa necessaria mentepelo fortalecimento da organizaçãosocial, a partir das famílias edas relações de parentesco quesão produzidas e reproduzidas nosterritórios, permitindo a manifestaçãode territorialidades específicas.O estudo da erva-mate dentro daReserva Indígena, em Caarapó,torna-se importante enquanto conferealternativa concreta no sentidode apontar estratégias que serãodiscutidas e aplicadas ao longodo tempo. A interlocução com osatores do processo é relevante, poisvaloriza o conhecimento tradicionale contribui para a exequibilidade deações futuras voltadas para a sustentabilidadeinterna

Referências

ARRÓSPIDE, J.L. Antonio Ruiz de Montoya y las reducciones del Paraguay. Asunción: Centro de Estudios Paraguayos Antonio Guasch, 1997.

BARTH, F. O guru, o iniciador e outras variações antropológicas. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2000.

BRAND, A.J. O confinamento e seu impacto sobre os Pãi/Kaiowá. 1993. Dissertação (Mestrado em História) – Pontifícia Universidade Católica de Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

______. O impacto da perda da terra sobre a tradição Kaiowá/Guarani. 1997. Tese (Doutorado em História) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

______. Biodiversidade, sócio-diversidade e desenvolvimento: os Kaiowá e Guarani no estado de Mato Grosso do Sul. In: COSTA, R. B. (Org.). Fragmentação florestal e alternativas de desenvolvimento rural na Região Centro-Oeste. Campo Grande: UCDB, 2003. p. 1-25.

BRUNET, R.; FERRAS, R.; THÊRY, H. Lés mots de la Geographie: dictionnaire critique. Reclusla Documentación Française, 1993.

CASTRO, E. Território, biodiversidade e saberes de populações tradicionais. In: DIEGUES, Antônio Carlos (Org.). Etnoconservação: novos rumos para a proteção da natureza nos trópicos. São Paulo: Hucitec, 2000.

CONTINI, A.Z. O gênero Ilex: alternativas de sustentabilidade no uso de etnoespécies pelos Kaiowá e Guarani em Mato Grosso do Sul. 2006. 170f. Dissertação(Mestrado em Desenvolvimento Local) – Universidade Católica Dom Bosco, UCDB, Campo Grande.

DIEGUES, A.C.S. O mito moderno da natureza intocada. 3. ed. São Paulo: Hucitec, 2001.

GADELHA, R.M.A.H.F. As missões jesuíticas do Itatim. Um estudo das estruturas socioeconômicas do Paraguai (séculos XVI e XVII). Rio de Janeiro: Paz eTerra, 1980.

GALLOIS, D. Terras ocupadas? Territórios? Territorialidades? In: FANY, Ricardo (Org.). Terras indígenas e unidades de conservação da natureza: o desafio das sobreposições. São Paulo: Instituto Socioambiental, 2004.

LITTLE, P. E. Territórios sociais e povos tradicionais no Brasil: por uma antropologia da territorialidade. Brasília: Universidade de Brasília, 2002.

LARAIA, R.de B. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2002.

LIMA, A.C. Um grande cerco de paz: poder tutelar, indianidade e formação do Estado no Brasil. Petrópolis: Vozes, 1995.

LINHARES, T. História econômica do mate. Rio de Janeiro: José Olympio, 1969. Coleção Documentos Brasileiros, 522p.

RAFFESTIN, C. Por uma Geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993. RAMOS, A.R. Sociedades indígenas. 5. ed. São Paulo: Ática, 1995.

RIBEIRO, D. Os índios e a civilização. Petrópolis: Vozes, 1970.

SANTILLI, J. A incorporação do socioambientalismo à legislação. Socioambientalismo e novos direitos. São Paulo: Fundação Peirópolis, 2005.

SEEGER, A.; CASTRO, E.V. Terras e territórios indígenas no Brasil. Encontros com a Civilização Brasileira, 12: 101-109, 1979.

SOUZA, M.L.de. O território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, I. E. et al. Geografia: conceitos e temas. Rio de Janeiro: Bertrand, 1995.

VIETTA, K. Não tem quem orienta, a pessoa sozinha é que nem uma folha que vai com o vento: análise sobre alguns impasses presentes entre os Kaiowá/ Guarani. In: Multitemas, n. 12, p. 52-73, nov. 1998.

Publicado
2016-03-17
Como Citar
Rodrigues Roa, R. A., da Costa, R. B., Brand, A. J., Maciel, J. de C., & Martins, W. J. (2016). Relações sociais e a erva-mate em terra indígena Kaiowá e Guarani. Multitemas. https://doi.org/10.20435/multi.v0i0.668
Seção
Artigos