A logística reversa: uma ferramenta para competitividade empresarial

  • Ignacio Concepcion Paez Junior
  • Marcia Regina Carletto
  • Ariel Orlei Michaloski
Palavras-chave: logística reversa, estratégia ambiental, competitividade, sistema de informação.

Resumo

Devido à mudança de comportamento sociocultural da sociedade e pressão de setores desta, aos políticos e ao ambiente empreendedor, por uma conduta ambientalmente mais sadia e menos agressora, as empresas são impelidas, e outras, compelidas a incorporar condutas e técnicas sustentáveis em seus negócios. É nesse enredo que a Logística Reversa se apresenta, como uma ferramenta gerencial a implantar e efetuar práticas e técnicas ambientalmente adequadas em seus processos produtivos, de maneira, também, a agregar valor aos produtos tornando-os competitivos no mercado a que competem, seja por valoração econômica, ecológica, legal, de imagem etc. Através de pesquisa bibliográfica e de estudos de casos por ela obtidos, o artigo mostra que ser empresa que respeita o meio ambiente e a Lei (assim como, estar na vanguarda de seu ambiente empresarial) é um bom negócio.

Referências

ARAUJO, Ana C. de et al. Logística reversa no comércio eletrônico: um estudo de caso. Gestão & Produção, São Carlos, SP, v. 20, n. 2, p. 303-320, 2013.

BRASIL. Lei n. 12.305, de 2 de agosto de 2010. Política Nacional de Resíduos Sólidos, Brasília, DF, 2010. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm>. Acesso em: 14 fev. 2016.

CAXITO, Fabiano et al. Logística: um enfoque prático. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2014.

CHRISTOPHER, Martin. Logística e gerenciamento da cadeia de suprimento. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

CORAL, Eliza. Modelo de planejamento estratégico para a sustentabilidade empresarial. 2002. 275 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) – Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002.

COUNCIL SUPPLY CHAIN MANAGEMENT PROFESSIONALS (CSCMP). Mission & goals. Lombard, Illinois, United States: CSCMP, 2000. Disponível em: <http://cscmp.org/aboutcscmp/inside/mission-goals.asp>. Acesso em: 14 fev. 2016.

DORION, Eric C. H. et al. A contribuição da logística reversa e dos sistemas de informação na busca pela sustentabilidade ambiental. Revista de Administração Imed, Passo Fundo, RS, v. 1, n. 1, p. 97-122, dez. 2011.

GONÇALVES, Marcus E.; MARINS, Fernando A. S. Logística reversa numa empresa de laminação de vidros: um estudo de caso. Gestão & Produção, São Carlos, SP, v. 13, n. 3, p. 397-410, set./dez. 2006.

HERNÁNDEZ, Cecilia Toledo; MARINS, Fernando Augusto Silva; CASTRO, Roberto Cespón. Modelo de gerenciamento da logística reversa. Gestão & Produção, São Carlos, SP, v. 19, n. 3, p. 445-456, 2012.

LEITE, Paulo R. Logística reversa: meio ambiente e competividade. 2. ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009.

LEMOS, Patrícia F. I. Resíduos sólidos e responsabilidades civil pós-consumo. 3. ed. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2014.

PEREIRA, André L. et al. Logística reversa e sustentabilidade. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

REGO. Andreia S. Logística reversa no mercado de embalagens: caso Tetra Pak. 2005. 65 f. Monografia (Graduação em Comunicação Social) – Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas, Centro Universitário de Brasília, Brasília, 2005.

SEIFFERT, Mari E. B. Gestão ambiental: instrumentos, esferas e educação ambiental. São Paulo: Atlas, 2009.

XAVIER, Lúcia H.; CORRÊA, Henrique L. Sistemas de logísticas reversas: criando cadeia de suprimento sustentável. São Paulo: Atlas, 2013.

Publicado
2016-06-17