O procedimento administrativo de licenciamento ambiental para atrativo turístico: um estudo de caso sobre o Barra do Sucuri

  • Cecília Muniz de Albuquerque
  • Danielle da Silva Piccolotto
  • Eduardo Soares de Sena Madureira
  • Milton Augusto Pasquotto Mariani
Palavras-chave: 1. Bonito, 2. Turismo, 3. Licenciamento, 4. Barra do Sucuri.

Resumo

Este trabalho apresenta o procedimento de Licenciamento Ambiental para os atrativos turísticos no município de Bonito – MS, especificamente no empreendimento Barra do Sucuri. O município de Bonito destaca-se no estado de Mato Grosso do Sul por ser um pólo de grande atração turística. Percebe-se a necessidade de todos os atrativos estarem devidamente licenciados. Para tanto foi feito um estudo de caso que demonstrou a problemática do licenciamento e os benefícios que o mesmo proporciona aos empreendimentos e empresários. O procedimento de licenciamento ambiental é dividido em três etapas: Licença Prévia (LP), Licença deInstalação (LI) e Licença de Operação (LO); e para os atrativos que datam antes daresolução n.º 331/98, o procedimento é feito através do processo de regularização. Por meio desta pesquisa, buscou-se elucidar essa temática no município de Bonito e demonstrar o que de fato ocorre nos procedimento de licenciamento.

Referências

ANDRADE, José Vicente. Turismo fundamentos e dimensões. São Paulo: Editora Ática, 1992.

AZEVEDO, Israel Belo de. O prazer da produção científica. 4. ed. São Paulo: Editora Unimep,1996.

BANDUCCI, Álvaro Júnior e MORETTI, Edvaldo César (org.). Qual paraíso? Turismo e ambiente em Bonito e no Pantanal. São Paulo: Chornos, Campo Grande: UFMS, 2001.

BARRETO, Margarita. Planejamento e organização em turismo. 3. ed. Campinas: Editora Papirus, 1991.

BENI, Mario Carlos. Análise estrutural do turismo. 2. ed. São Paulo: Editora Senac, 1998.

BEZERRA, Maria C. L. e MUNHOZ, Tânia M. T. Gestão de recursos naturais: subsídios à elaboração da agenda 21 brasileira. Brasília: Editora Fanatura, 2000.

CEBALLOS - LASCURÁIN, Héctor. Ecoturismo: naturaleza y desarrollo sostenible. México: Editorial Diana, 1998.

DENCKER, Ada de Freitas Maneti. Métodos e técnicas de pesquisa em turismo. 2. ed. São Paulo: Editora Futura, 1998.

FIORILLO, Celso Antonio Pacheco. Curso de direito ambiental. São Paulo: Editora Saraiva, 2000.

http: www.bonitonline.com.br(29.10.2001)

http: www.bonito-ms.com.br(29.10.2001)

http: www.portalbonito.com.br(29.10.2001)

KRIPPENDORF, Jost. Sociologia do turismo. Rio de Janeiro: Editora civilização Brasileira, 1989.

LAKATOS, Eva Maria e MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Editora Atlas S.A, 1992.

MARIANI, Milton Augusto Pasquotto. Geografia e turismo no paraíso das águas: o caso de Bonito. São Paulo: (tese de doutorado) USP, 2001.

MATO GROSSO DO SUL. Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Manual de procedimentos para o licenciamento ambiental de empreendimentos turísticos e/ou recreativos. Campo Grande: SEMADES, 1998.

PETINARI, Lizandra Meneses; TOZZETTI, Luciana Leite e MACHADO, Renata Cristina de Arruda. A festa de São Pedro como atrativo cultural no município de Bonito/MS. Campo Grande, 2000.

RODRIGUES, Adyr Balastreri. Turismo desenvolvimento local. 2. ed. São Paulo: Editora Hucitec, 2000.

RUSCHMANN, Doris Vandz Meene. Turismo e planejamento sustentável, a proteção do meio ambiente. Campinas: Editora Papirus, 2000.

SWARBROOKE, John. Turismo sustentável: conceitos e impacto ambiental.Vol. 1. São Paulo: Editora Aleph, 2000.

Publicado
2016-05-10
Como Citar
de Albuquerque, C. M., Piccolotto, D. da S., de Sena Madureira, E. S., & Pasquotto Mariani, M. A. (2016). O procedimento administrativo de licenciamento ambiental para atrativo turístico: um estudo de caso sobre o Barra do Sucuri. Multitemas, (29). Recuperado de https://multitemas.ucdb.br/multitemas/article/view/779
Seção
Artigos