A influência da gestão de pessoas nas organizações diante dos impactos ambientais e da sustentabilidade

Palavras-chave: Gestão de Pessoas, Capacitação de Pessoas, Educação Ambiental

Resumo

A presente pesquisa descreve qual a importância da gestão de pessoas dentro das organizações, voltada às questões ambientais, assim como visa à possibilidade de identificar qual a melhor forma de conduzir esses profissionais para que tenham hábitos sustentáveis, ou seja, uma educação ambiental empresarial voltada para a qualificação profissional, pessoal e também às questões que envolvam técnicas e comportamentos para minimizar os impactos ambientais causados pelas empresas. Trata-se de uma pesquisa descritiva que envolve um estudo bibliográfico, no qual se procurou identificar a visão dos estudiosos acerca da problemática apresentada. Problemática essa que se refere ao modo de como os profissionais dos mais diversos segmentos empresariais lidam com as questões ambientais e de sustentabilidade ambiental.

Biografia do Autor

Alessandre da Silva, Universidade Brasil
Mestre em Ciências Ambientais, Universidade Brasil.
Cristina Veloso de Castro, Universidade Brasil
Doutora em Sistema Constitucional de Garantias de Direito pelo Instituto Toledo de Ensino (ITE).  Professora titular do programa de pós-graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais da Universidade Brasil.
Juliana Heloísa Pinê Américo-Pinheiro, Universidade Brasil
Doutora em Aquicultura pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Professora titular do programa de pós-graduação Stricto Sensu em Ciências Ambientais da Universidade Brasil.

Referências

BOHLANDER, George; SNELL, Scott; SHERMAN, Arthur. Administração de recursos humanos. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2005.

BRASIL. Lei Federal n. 9.795/99, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre educação ambiental. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acesso em: 3 jan. 2019.

CASELE, Valéria Crivelaro. A educação ambiental como elemento estratégico para a incorporação da sustentabilidade empresarial: caso Itaipu Binacional margem esquerda/Brasil. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), Toledo, PR, 2015. Disponível em: http://tede.unioeste.br/bitstream/tede/1817/1/Valeria%20Crivelaro%20Casale.pdf. Acesso em: 16 dez. 2018.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de pessoas. 2. ed. São Paulo: Campus, 2009.

DÉCADA DAS NAÇÕES UNIDAS DA EDUCAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 2005-2014.

DIAS, Reinaldo. Gestão ambiental: responsabilidade social e sustentável. São Paulo: Atlas, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

GIL, António Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

INSTITUTO ETHOS. Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social. 2009. Disponível em: http://www.ethos.org.br. Acesso em: 8 jan. 2019.

MARRAS, Jean Pierre. Gestão de pessoas em empresas inovadoras. São Paulo: Futura, 2005.

MEDINA, Naná Mininni. Educação Ambiental para a sustentabilidade. Anais do I Congresso Internacional de Educação do Colégio Coração de Jesus, Educar – uma perspectiva humanística. Florianópolis, junho, 1998.

MEDINA, Naná Mininni. A formação dos professores em Educação Ambiental. Panorama da Educação Ambiental no ensino fundamental. Brasília: MEC; SEF, 2001, p. 17-24. Disponível em: http://portalmec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental/panorama.pdf. Acesso em 19 dez. 2018.

MOUSINHO, Patrícia. Meio ambiente no século 21 21 especialistas falam da questão ambiental nas suas áreas de conhecimento. 4. ed. Campinas, SP: Armazém do Ipê, 2008.

RAMOS, Elisabeth Christmann. O processo de constituição das concepções de natureza: uma contribuição para o debate na educação ambiental. Revista Ambiente e Educação, Rio Grande, RS, v. 15, n. 1, p. 67-91, 2010.

SEIFFERT, Mari Elizabete Bernardini. ISO 14001 Sistemas de Gestão Ambiental: implantação objetiva e econômica. São Paulo: Atlas, 2005.

TACHIZAWA, Takeshy. Gestão ambiental e responsabilidade social corporativa: estratégias de negócios focadas na realidade brasileira. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

Publicado
2019-12-16