Bovino pantaneiro: retrospectiva histórica e ­fomento à raça. Experiência da parceria entre Embrapa Pantanal, Agropecuária Preservação da Fauna e Universidade Católica Dom Bosco

  • Heitor Romero Marques Júnior Universidade Católica Dom Bosco
  • Raquel Soares Juliano Embrapa Pantanal
  • Yasmin Abdo Universidade Católica Dom Bosco
Palavras-chave: Tucura, conservação, pecuária

Resumo

Os primeiros bovinos desembarcaram no Brasil, vindos de Portugal, durante o período de colonização, originários da Península Ibérica e, ao longo do processo de seleção natural, adquiriram características adaptativas de grande rusticidade que permitiram a sobrevivência em condições adversas. Nesse grupo são consideradas as raças Crioulo Lageano, Curraleiro e Pantaneiro. Esse tipo local foi substituído gradativamente por raças zebuínas, instalando-se um acentuado processo de diluição genética conduzindo à quase extinção do bovino Pantaneiro, o que tem exigido adoção de medidas para sua conservação. Atualmente, existem quatro núcleos de criação e conservação de bovinos Pantaneiros localizados nos município de Corumbá, Aquidauana e Rochedo, no Mato Grosso do Sul, e em Poconé, no Mato Grosso. Por iniciativa da Agropecuária Preservação da Fauna Ltda. (APF), foi firmado convênio de cooperação mútua de trabalho e pesquisa entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), APF e Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Neste sentido, os trabalhos em conjunto com a UCDB visam favorecer a coleta de dados zootécnicos dos animais, com o intuito de fortalecer os programas de conservação, fundamentados no conhecimento das aptidões naturais dessas raças e da sua aplicação nos diferentes sistemas de produção pecuária.

Referências

ABREU, Urbano Gomes Pinto; MARIANTE, Arthur da Silva; SANTOS, Sandra Aparecida. Conservação genética de raças naturalizadas do pantanal: a raça pantaneira e sua variabilidade genética. Biotecnologia Ciência e Desenvolvimento, ano 1, n. 5, p. 18-21,1998

APF - POJETO BOVINO PANTANEIRO, Ago. 2012.

ASSIS, Rodolffo Fontana. Evolução da espécie Bos taurus e formação das Raças Zebuínas (Bos taurus indicus) com ênfase na Raça Nelore. 2007. 101f. ­Monografia (Curso de Pós-graduação lato sensu em Julgamento das Raças Zebuínas) – Faculdades Associadas de Uberaba (FAZU), Uberaba, MG.

CORRÊA FILHO, V. A propósito do boi Pantaneiro. Rio de Janeiro: Pongetti, 1926. 72p. (Monografias Cuiabanas).

EGITO, Andréa Alves. Diversidade genética, ancestralidade individual e miscigenação nas raças bovinas no Brasil com base em microssatélites e haplótipos de DNA mitocondrial: subsídios para a conservação. 2007. 232p. Tese (Doutorado) – Departamento de Biologia Molecular, Universidade de Brasília, DF.

ISSA, Érica Cunha; JORGE, Wilham; SERENO, José Robson Bezerra. Cytogenetic and molecular analysis of the Pantaneiro cattle breed. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 41, n. 11, p. 1609-1615, 2006.

JULIANO, Raquel Soares et al. Situação sanitária de bovinos pantaneiros: brucelose e tuberculose. Circular Técnica 70, Embrapa Pantanal, Corumbá, 2007. 4 p. Disponível em: <http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/download.php?arq_pdf=CT72>. Acesso em: 22 fev. 2008.

JULIANO, Raquel Soares et al. Aspectos Sanitários dos Núcleos de Conservação in situ de Bovinos Pantaneiros. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento, n. 103, Embrapa Pantanal, Corumbá, MS, 2011. 17p.. Disponível em: <http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/online/BP103.pdf>. Acesso em: 10 abr. 2012.

JULIANO, Raquel Soares; SANTOS, Sandra Aparecida; ABREU, Urbano Gomes Pinto de. Bovino pantaneiro: contribua para a valorização cultural do Pantanal senão... a vaca tucura pode morrer no brejo. Folder, n. 124. Corumbá, MS: Embrapa Pantanal, 2008. Disponível em: <http://www.infoteca.cnptia.embrapa.br/handle/doc/812965>. Acesso em: 27 jul. 2012.

MARQUES JUNIOR, Heitor Romero. Vaca in vitro. Programa MS Rural. TV Morena. 17 mar. 2012. Disponível em: <http://dl.dropbox.com/u/62902769/vacainvitro.mp4>. Acesso em: 30 mar. 2012.

MAZZA, Maria Cristina Medeiros et al. Phenotypical characterization of pantaneiro cattle in Brazil. Archivos de Zootecnia, v. 41, n. 154 (extra), p. 44, 477-484, 1992.

MAZZA, Maria Cristina Medeiros et al. Conservation of pantaneiro cattle in ­Brazil. Historical origin. Archivos de Zootecnia, v. 41, n. 154 (extra), p. 44, 1992.

MAZZA, Maria Cristina Medeiros et al. Etnobilogia e conservação do bovino pantaneiro. Corumbá: Embrapa-CPAP; Brasília: Embrapa-SPI, 1994. 61p.

MAZZA, Maria Cristina Medeiros et al. Desempenho de bovinos pantaneiros no núcleo de conservação da Fazenda Nhumirim, Nhecolândia. Pantanal: avaliação preliminar. Embrapa Pantanal – Outras publicações – P.A. n. 11, p. 1-5, 1989. Disponível em: <http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/online/PA11.pdf>. Acesso em: 1º ago. 2012.

NOGUEIRA, Ériklis. Vaca in vitro. Programa MS Rural. TV Morena. 17 mar. 2012. Disponível em: <http://dl.dropbox.com/u/62902769/vacainvitro.mp4>. Acesso em: 30 mar. 2012.

PELLEGRIN, Aiesca Oliveira; SERENO, José Robson; MAZZA, Maria Cristina Medeiros; LEITE, Rômulo Cerqueira. Doenças da reprodução e conservação genética: Levantamento no núcleo de conservação do bovino pantaneiro. Comunicado Técnico, n. 21, Embrapa Pantanal, p. 1-4, 1997. Disponível em: <http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/online/COT21.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2012.

PRIMO, A. T. El ganado bovino iberico en las americas: 500 años después. Archivos de Zootecnia, v. 41, n. 154 (extra), p. 421-432, 1993.

RANGEL, P. N.; ZUCCHI, M. I.; FERREIRA, M. E. Similaridade genética entre raças bovinas brasileiras. Pesq. agropec. bras., v. 39, n. 1, p. 97-100, jan. 2004.

SANTOS, R. dos. Nelore: A vitória brasileira. Uberaba: Agropecuária Tropical, 1993. 328 p.

SERENO, José Robson Bezerra. Status-quo de la conservación genética de los caballos y bovinos pantaneiros en Brasil. Arch. Zootec., 51, p. 65-82, 2002.

______. Uso potencial do bovino pantaneiro na produção de carne orgânica do pantanal. In: CONFERÊNCIA VIRTUAL GLOBAL SOBRE PRODUÇÃO ORGÂNICA DE BOVINOS DE CORTE. I., Corumbá, Embrapa 2002. Anais... Corumbá: Embrapa Pantanal, 2002.

SERRANO, G. M. et al. Genetic diversity and population structure of Brazilian native bovine breeds. Pesq. agropec. bras., v. 39, n. 6, p. 543-549, jun. 2004.

SILVA, A. B. da. O Zebu na Índia e no Brasil. Rio de Janeiro: [s.n.], 1947.

Publicado
2015-12-15
Seção
Artigos