O O discurso de ódio e a liberdade de expressão: seu feito sobre a dignidade humana e apotencialização da violência

Resumo

O presente artigo traz uma análise sobre a manifestação do Discurso do Ódio instaurado na sociedade como exteriorização de ideias, investigando sobre a raiz do problema buscando atingir um controle de combate maior. Como os instrumentos de comunicação das últimas décadas, a internet, ajudam e fomentam a propagação desses pensamentos e de inverossímeis notícias que agregam esse desserviço. O objetivo foi demonstrar as diferenças entre o discurso de ódio e a liberdade de expressão, como o ódio afeta direta e indiretamente o aumento de violência. Para tanto a metodologia utilizada foi a revisão bibliográfica de artigos, livros e documentários e leis que tratam sobre o assunto. O resultado auferido é que a educação, os direitos e um maior zelo nas redes sociais e na mídia jornalística são capazes de diminuir o alcance do discurso de ódio e uma transformação social mais em consonância com os preceitos da Constituição Federal.

   

Biografia do Autor

Vanessa E. Bittencourt Santana, Universidade Católica Dom Bosco

Graduanda em Direito pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) Campo Grande Mato Grosso do Sul, pesquisadora bolsista de iniciação ciêntífica pela UCDB

   
Pedro Pereira Borges, Universidade Católica Dom Bosco

Doutor e mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Graduado em Pedagogia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Teologia pelo Instituto Santo Tomás de Aquino, e em Filosofia pelas Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso (FUCMT). Professor no Programa de Pós-Graduação Mestrado e doutorado em Desenvolvimento Local da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Publicado
2020-12-14
Como Citar
Bittencourt Santana, V. E., & Pereira Borges, P. (2020). O O discurso de ódio e a liberdade de expressão: seu feito sobre a dignidade humana e apotencialização da violência. Multitemas, 26(63). https://doi.org/10.20435/multi.v26i63.3147