Mídias sociais e a construção da imagem do político João Doria: um estudo a partir do Facebook

Palavras-chave: mídias sociais, midiatização, João Dória

Resumo

O artigo expõe a importância das mídias sociais no contexto midiático e político, e como João Doria, então candidato a governador de São Paulo nas últimas eleições nacionais, em 2018, utiliza-se da campanha permanente nas mídias sociais. A pesquisa identificou 266 postagens do político na fan page (https://www.facebook.com/jdoriajr), entre fotos e vídeos, classificando as mais curtidas, as mais compartilhadas e comentadas. Como procedimentos metodológicos, apoiou-se na análise de conteúdo e no estudo exploratório e descritivo. Entende-se que o político explora as mídias sociais como estratégica midiática, a fim de manter-se em plena evidência, tornando-se um político-ator de sua própria história.

Biografia do Autor

Rogério Eduardo Rodrigues Bazi, Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)

Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre em Comunicação e Mercado pela Faculdade Casper Líbero (FCL). Graduado em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-campinas). Docente do Programa de Mestrado em Linguagens, Mídia e Arte da Faculdade de Jornalismo da PUC-Campinas.

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

CASTELLS, Manuel. Redes de indignação e esperança: movimentos sociais na era da internet. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

CASTELLS, Manuel. Comunicación, poder y contrapoder en la sociedad red (II). Los nuevos espacios de la comunicación. Revista Telos Fundación Telefónica - Telos, Madrid, v. 1, n. 75, abr./jun. 2009. Disponível em: https://telos.fundaciontelefonica.com/telos/articuloautorinvitado.asp@idarticulo=1&rev=75.htm. Acesso em: 12 ago. 2019.

CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

COLNAGO, Camila Khroling; BUENO, Wilson da Costa (Org.). Estratégias de Comunicação nas mídias sociais. Barueri: Manole, 2015.

EPSTEIN, Isaac. Ciência, poder e comunicação. In: DUARTE, Jorge; BARROS, Antonio (Org.). Métodos e técnicas de pesquisa em comunicação. São Paulo: Atlas, 2006.

FERNANDES, Carla Montuori; OLIVEIRA, Luiz Ademir; LEAL, Paulo Roberto Figueira; MARTINS, Thamiris Franco. Campanha permanente de Dilma Rousseff: uma análise da comunicação governamental e das estratégias eleitorais. Mediaciones Sociales, Madrid, v. 1, n. 15, p. 81‐100, 2016. doi: http://dx.doi.org/10.5209/MESO.54544

GIL, Antônio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

GOMES, Pedro Gilberto. Midiatização: um conceito, múltiplas vozes. Revista FAMECOS, Porto Alegre, v. 23, n. 2, jun./ago. 2016.

HECLO, Hugh. Campaign in Gand Governing: a Conspectus. In: ORNSTEIN, N. J.; MANN, T. E. (Ed.). The permanent campaign and its future. Washington D.C.: American Enterprise Institute and the Brookings Institution, 2000. p. 1‐37.

ISHIDA, Gabriel. Métodos para identificação e características de influenciadores em mídias sociais. In: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro (Org.). Estudando cultura e comunicação com mídias sociais. Brasília: Editora IBPAD, 2018.

KEMP, Simon. Digital 2018: world’s internet users pass the 4 billion mark. We are social, [s.l.], 2018. Disponível em: https://wearesocial.com/blog/2018/01/global-digital-report-2018. Acesso em: 26 ago. 2019.

MARTINO, Luís Mauro Sá. Teoria das mídias digitais: linguagens, ambientes, redes. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.

RECUERO, Raquel. Redes Sociais na internet. Porto Alegre: Sulina, 2009.

RECUERO, Raquel. Contribuições da análise de redes sociais para o estudo das redes sociais na Internet: o caso da hashtag #tamojuntodilma e #calaabocadilma. Fronteiras –Estudos Midiáticos, São Leopoldo, v. 16, n. 2, p. 60-77, 2014.

RECUERO, Raquel. Estudando discursos em mídia social: uma proposta metodológica. In: SILVA, Tarcízio; BUCKSTEGGE, Jaqueline; ROGEDO, Pedro (Org.). Estudando cultura e comunicação com mídias sociais. Brasília: Editora IBPAD, 2018.

SALGADO, Susana. Campanhas eleitorais e cobertura mediática: abordagens teóricas e contributos para a compreensão das interações entre política e media. Revista Brasileira de Ciência Política, Brasília, v. 1, n. 9, p. 229-53, dez. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-33522012000300009&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 21 maio 2019. doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-33522012000300009

SCHULZ, Winfried. Reconstructing Mediatization as an Analytical Concept. European Journal of Communication, Londres, v. 19, n. 1, p. 87-101, 2004.

TELLES, André. A revolução das mídias sociais: cases, conceitos, dicas e ferramentas. São Paulo: M. Books do Brasil, 2011.

TONG, Jingrong. Technology and journalism: ‘Dissolving’ social media content into disaster reporting on three Chinese disasters. The International Communication Gazette, Amsterdam, v. 79, n. 4, p. 400-18, 2017.

Publicado
2021-07-06
Como Citar
Bazi, R. E. R. (2021). Mídias sociais e a construção da imagem do político João Doria: um estudo a partir do Facebook. Multitemas, 26(62), 159-176. https://doi.org/10.20435/multi.v26i62.3119